sábado, 5 de março de 2011


Marco 0


eu sabia
em algum momento se esvairia de mim
a poesia
nesse tempo
uma aridez profunda me queimaria a alma
então eu não mais seria dentro
ao avesso

todo sol me queima as vísceras
à flor da vida
- todos os extremos - ferida
agonizo enquanto não me traduzo escrita
Nercy Luiza Barbosa

2 comentários:

Aline Monteiro disse...

Lindo e intenso. amei.

Nercy Luiza disse...

Obrigada, Aline. Que bom que, de alguma forma, a poesia a tocou.

Beijos